Avaliação do uso de ergogênicos por praticantes de academia no Noroeste e Nordeste do estado de São Paulo

Durval Ribas Filho, Fillipe de Biaggi Borges da Silva, Renan Isa Botura

Abstract


O presente estudo visa analisar o perfil do praticante de atividade física que faz uso de suplementos alimentares
ergogênicos, baseando-se no seu gênero, idade, índice de massa corporal(IMC), escolaridade e os suplementos
nutricionais utilizados. Foram entrevistados 229 praticantes através de questionário em 7 cidades do Nordeste
e Noroeste paulista: Ribeirão Preto, Jaboticabal, Cajuru, Taquaritinga, Catanduva, São José do Rio Preto e
Pindorama. Destes 229, 100 (43,6%) utilizavam ergogênicos nutricionais, sendo 69 (69%) homens e 31 (31%)
mulheres. A faixa etária média foi de 26,8 anos tendo como valores mínimo e máximo respectivamente 15 e
60 anos; o IMC médio foi de 24,95; e a escolaridade prevalente foi o Terceiro Grau completo ou incompleto,
sendo o incompleto composto por estudantes. Os suplementos mais utilizados em geral foram: ricos em proteína
(73%), aminoácidos de cadeia ramificada (36%), ricos em carboidratos (35%) e creatina (29%); lembrando que
os usuários poderiam consumir mais de um ergogênico nutricional. No público masculino, os suplementos mais
utilizados foram: ricos em proteína (80%), aminoácidos de cadeia ramificada(39%), ricos em carboidratos (39%)
e creatina (36%); já o feminino foram: ricos em proteína (58%), queimadores de gordura (32%), aminoácidos de
cadeia ramificada (29%) e ricos em carboidratos (26%). O perfil geral do usuário aponta para um indivíduo jovemadulto
na faixa etária entre 20 a 30 anos, com ensino superior e IMC de 24,9 kg/m, mostrando sua preocupação
tanto física quanto nutricional.

Full Text:

PDF PDF

References


ABEDI, P.; MOHAGHEGH, Z.; AFSHARY, P.; LATIFI, M.

The relationship of serum vitamin D with pre-eclampsia in the

Iranian women. Matern Child Nutr. 2013 Jun 18.

APPLEGATE, E. A.; GRIVETTI, L. E. Search for the competitive

edge: a history of dietary fads and supplements. The Journal of

Nutrition, Davis, v. 127, n. 5, p. 869S-873S, May 1997.

GRANDJEAN, A. C. Diets of elite athletes: has the discipline

of sports nutrition made an impact? The Journal of Nutrition,

Omaha, v. 127, n. 5, p. 874S-877S, May 1997.

GRIVETTI, L. E.; APPLEGATE, E. A. From Olympia to Atlanta:

a cultural-historical perspective on diet and athletic training.

The Journal of Nutrition, Davis, v. 127, n. 5, p. 860S-868S, May

LESSA, F. Eram deuses e atletas. Nestlé. Bio., São Paulo, ano 2, n.

, p. 28-30, Abr. 2007.

MAUGHAN, R. J.; KING, D. S.; TREVOR, L. Dietary

supplements. Journal of Sports Sciences, v. 22, n. 1, p. 95-113,

Jan. 2004.

RIBAS FILHO D., SUEN V.M.M. Tratado de Nutrologia. 1ª ed.

Editora Manole, São Paulo, 2012.

SANTOS, R. P.; SANTOS, M. A. A. Uso de suplementos

alimentares como forma de melhorar a performance nos

programas de atividade física em academias de ginástica. Rev.

Paulista de Educação Física, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 174-85, Jul./

dez. 2002.

BARROS NETO, T. L. A controvérsia dos agentes ergogênicos:

estamos subestimando os efeitos naturais da atividade física?

Arq Bras Endocrinol Metab, São Paulo, v. 45, n. 2, p. 121-122,

Mar./abr. 2001.

MAUGHAN, R. J. The athete’s diet: nutritional goal and dietary

strategies. Proceedings of the Nutrition Society, Aberdeen, v. 61,

n. 1, p. 87-96, Feb. 2002.

KREIDER, R. B. et al. ISSN exercise and sport nutrition review:

research and recommendations. Sports Nutrition Review

Journal, v. 1, n. 1, p. 1- 44, May 2004.

ALVES, L. A. Recursos ergogênicos nutricionais. In: BIESEK,

S.; ALVES, L. A.; GUERRA, I. Estratégias de nutrição e

suplementação no esporte. Barueri/SP: Manole, 2005. p. 283-

TIRAPEGUI, J.; CASTRO, I. A. Introdução a suplementação.

In: TIRAPEGUI, J. Nutrição, metabolismo e suplementação na

atividade física. São Paulo: Atheneu, 2005. p. 131-136.

MAUGHAN, R. J.; DEPIESSE, F.; GEYER, H. The use of dietary

supplements by athletes. Journal of Sports Sciences, v. 25, n. 1, p.

S103-S113, Dec. 2007.

MAUGHAN, R. J.; BURKE, L. M. Nutrição esportiva. Porto

Alegre: Artmed, 2004.

AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION – ADA; CANADIAN

DIETETIC ASSOCIATION – CDA; AMERICAN COLLEGE

OF SPORTS MEDICINE – ACSM. Nutrition and athletic

performance. Journal of the American Dietetic Association, v.

, n. 12, p. 1543-1556, Dec. 2000.

HUANG, S. S.; JOHNSON, K.; PIPE, A. L. The use of dietary

supplements and medications by Canadian athletes at the

Atlanta and Sydney Olympic Games. Clinical Journal of Sport

Medicine, Ontario, v. 16, n. 1, p. 27-33, Jan. 2006.

HARRISON, R. A. et al. Are those in need taking dietary

supplements? A survey of 21923 adults. British Journal of

Nutrition, Manchester, v. 91, n. 4, p. 617-623, Apr. 2004.

DIRETRIZ DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA

DO ESPORTE – DSBME. Modificações dietéticas, reposição

hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de

ação ergogênica e potenciais riscos para saúde. Rev Bras Med

Esporte, v. 9, n. 2, p. 43-56, 2003.

FOMOUS, C. M.; COSTELLO, R. B.; COATES, P. M. Symposium:

conference on the science and policy of performance-enhancing

products. Medicine & Science in Sports & Exercise, Bethesda,v.

, n. 10, p. 1685-1690, Oct. 2002.

FENNELL, D. M. A. Determinants of supplement usage.

Preventive Medicine, Gainesville, v. 39, n. 5, p. 932-939, Nov.

CALFEE, R.; FADALE, P. Popular ergogenic drugs and

supplements in young athletes. Pediatrics, Rhode Island, v. 117,

n. 3, p. 577-589, Mar. 2006.

BROWNIE, S.; ROLFE, M. Supplement utilization patterns of

older Australians: results from a randomly selected national

sample. Nutrition & Dietetics, Australia, v. 62, n. 2-3, p. 89-94,

ALVES, L. A. Recursos ergogênicos nutricionais. In: BIESEK, S.;

ALVES, L. A.;

GUERRA, I. Estratégias de nutrição e suplementação no esporte.

Barueri/SP: Manole, 2005. p. 283-318.

CORREIA, M. I. T. D. Nutrição, esporte e saúde. Belo Horizonte:

Health, 1996. p. 11-20.

ARAÚJO, L. R.; ANDREOLO, J.; SILVA, M. S. Utilização

de suplemento alimentar e anabolizante por praticantes de

musculação nas academias de Goiânia-GO. Rev. Bras. Ciênc. e

Mov., Goiânia, v. 10, n. 3, p. 13-18, Jul. 2002.

SILVA, L. M. L. Guia alimentar para atletas. In: BIESEK, S.;

ALVES, L. A.; GUERRA, I. (Ed.). Estratégias de nutrição e

suplementação no esporte. Barueri, S P: Manole, 2005. p. 169-

STEYN, N. P.; DEMETRE LABADARIOS, M. B.; NEL, J. H.

Development and validation of a questionnaire to test knowledge

and practices of dietitians regarding dietary supplements.

Nutrition, Cape Town, v. 21, n. 1, p. 51-58, Jan. 2005.

ROCHA, L. P; PEREIRA, M. V. L. Consumo de suplementos

nutricionais por praticantes de exercícios físicos em academias.

Rev. Nutr.,Campinas, v. 11, n. 1, p. 76-82, jan-jun.1998.

SCHNEIDER, A. P.; MACHADO, D. Z. Consumo de

suplementos alimentares entre freqüentadores de uma

academia de ginástica de Porto Alegre/RS. Revista Nutrição em

Pauta, São Paulo, ano XIV, n. 78, p. 12-15, Mai./jun. 2006.

ARAÚJO, A. C. M.; SOARES, Y. N. G. Perfil de utilização

de repositores protéicos nas academias de Belém/PA. Rev.

Nutr.,Campinas, v. 12, n. 1, p. 5-19, Jan./abr.1999.

HIRSCHBRUCH, M. D; LAJOLO, F. M; PEREIRA, R. F.

Consumo de suplementos por alunos de academias de ginástica

em São Paulo. Rev. Nutr., Campinas, v. 16, n. 3, p. 265-272, Jul./

set. 2003.

LOLLO, P. C.; TAVARES, M. C. G. C. F. Perfil dos alunos

das academias de ginástica de Campinas/SP. Revista Digital,

Buenos Aires, v. 10, n. 76, p. 1-7, 2004. Disponível em:

www.efdeportes.com>. Acesso em: 24 set. 2007.

JUNQUEIRA, J. M. et al. Uso de suplementos nutricionais e

conhecimentos dietéticos de freqüentadores de academias de

Botucatu/SP. Revista Nutrição em Pauta, Botucatu, ano 15, n.

, p. 57-63, Jul./ago. 2007.

WERUTSKY,C.A.;RIBAS, D. Manual sobre suplementos

esportivos no esporte, alimentos para atletas. ABRAN, São

Paulo, 3ªed, p. 4-6. 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.22565/ijn.v7i2.138

Refbacks

  • There are currently no refbacks.