Interface da má absorção da frutose e depressão: revisão sistemática da literatura

José Rodolfo dos Santos Júnior, Natássia Campos Santa Cecília, Nathália Alves Matheus, Tatiane Souza Borba Cançado, Thiago Fernandes Rodrigues, Vera Lúcia Ângelo Andrade, Liubiana Arantes de Araújo

Abstract


O presente trabalho visa levantar dados presentes na literatura sobre a relação entre a má absorção
da frutose e a depressão. Trata-se de revisão sistemática da literatura, de nove artigos publicados em
inglês, espanhol e português, de 1998 a 2014. Os critérios de inclusão foram estudos com pacientes
com ou sem má absorção da frutose ou que possuíam ou não sintomas depressivos, em todas as faixas
etárias, de ambos os sexos e experimentos em animais. Os critérios de exclusão foram estudos em
que outros fatores associados afetavam direta ou indiretamente no surgimento da depressão. Foram
selecionados nove artigos, sendo dois de revisão, um transversal, cinco de coorte e um ensaio clínico.
A qualidade metodológica foi avaliada pelo fator de impacto da revista onde o artigo foi publicado, além
de analisar a qualidade de cada um pelo CASP e Strobe, avaliados via EQUATOR. Em oito estudos
foram encontradas relação positiva entre a má absorção de frutose e o desenvolvimento de sintomas
depressivos, em apenas um artigo, isto não foi encontrado. Conclui-se que a relação entre má absorção
de frutose e depressão é ainda controversa na literatura, tal fato pode dever-se à falta de conhecimento
por parte dos profissionais, com consequente falta de investigação da má absorção de frutose nos
pacientes com depressão. Sendo assim, muitos casos não estão sendo diagnosticados. Este é o
primeiro trabalho nacional que correlaciona sistematicamente má absorção de frutose e depressão. A
literatura sobre o tema ainda é escassa.

Keywords


Intolerância à Frutose. Frutose. Depressão.

Full Text:

Untitled () PDF

References


Perito MES, Fortunato JJ. Marcadores Biológicos da Depressão:

uma revisão sobre a expressão de fatores neurotróficos.

Revista Neurociências 2012;20(4):597-603.

Bahls SC. Depression in childhood and adolescence: clinical

features. Jornal de Pediatria 2002;78(5):359-66.

Joca SRL , Padovan CM , Guimarães FS. Estresse, depressão

e hipocampo. Revista Brasileira de Psiquiatria

;25(2):46-51.

Ledochowski M, Widner B, Bair H, Probst T, Fuchs D.

Fructose- and Sorbitol-reduced Diet Improves Mood and

Gastrointestinal Disturbances in Fructose Malabsorbers.

Scand J Gastroenterol 2000;35(10):1048-53.

Varea V, Carp JM, Puig C, Alda JA, Camacho E, Ormazabal

A et al. Malabsorption of Carbohydrates and Depression

in Children and Adolescents. J Pediatr Gastroenterol

Nutr 2005;40(5):561-65.

Ledochowski M, Widner B, Murr C, Sperner-Unterweger

B, Fuchs D. Fructose malabsorption is associated with

decreased plasma tryptophan. Scand J Gastroenterol

;36(4):367-71.

Hanover LM, White JS. Manufacturing composition, and

applications of fructose. Am J Clin Nutr 1993;58(5):724-

Hill A, Crowe S, Brice R, Burls A, Bradley P, Alabed S et

al. Critical Appraisal Skills Programme (CASP). Oxford.

Disponível em:

a02ff2e3445f4952992d5a96ca562576.pdf>. Acesso em:

mar. 2015.

Christen MC, Altman DG, Egger M, Gøtzsche PC, Pocock

SJ, Vandenbroucke JP et al. Strengthening the Reporting

of Observational studies in Epidemiology (STROBE).

Switzerland. Disponível em:

org/fileadmin/Strobe/uploads/checklists/STROBE_

checklist_v4_combined.pdf>. Acesso em: 15. mar. 2015.

Altman D, Groves T, Marušić A, Moher D, Ravaud P, Simera

I. Enhancing the Quality and Transparency of Health

Research (EQUATOR). Oxford. Disponível em:

www.equator-network.org>. Acesso em: 14. mar. 2015.

Barreiros RC, Bossolan G, Trindade CEP. Frutose em

humanos: efeitos metabólicos, utilização clínica e erros

inatos associados.Rev Nutr 2005;18(3):377-89.

Jones HF, Butler RN, Brooks DA. Intestinal fructose

transport and malabsorption in humans. Am J Physiol

Gastrointest Liver Physiol 2011;300(2):G202-G06.

Gibson PR, Newnham E, Barrett JS , Shepherd SJ, Muir

JG. Review article: fructose malabsorption and the bigger

picture. Aliment Pharmacol Ther 2007;25(4):349-63.

Born P. Carbohydrate malabsorption in patients with non-

-specific abdominal complaints. World J Gastroenterol

;13(43):5687-91.

Latulippe ME, Skoog SM. Fructose Malabsorption and

Intolerance: Effects of Fructose with and without Simultaneous

Glucose Ingestion. Crit Rev Food Sci Nutr

;51(7):583-92.

Gaino NM, Silva MV. Consumo de frutose e impacto na

saúde humana. Segr Alim Nutr 2011;18(2):88-98.

Fernandez-Banhares F. Reliability of symptom analysis

during carbohydrate hydrogen-breath tests. Curr Opin

Clin Nutr Metab Care 2012;15(5):494-98.

Baker RM, Shan MJ, Sclafani A, Bodnar RJ. Dopamine

D1 and D2 antagonists reducethe acquisition and expressionista

of flavor preferences conditioned bh fructose

in rats. Pharmacol Biochem Behav 2003;75(1):55-65.

Ledochowski M; Sperner-Unterweger B; Widner B; Fuchs

D. Fructose malabsorption is associated with early signs

of mental depression. Eur J Med Res 1998;3(6):295-98.

Ledochowski M, Widner B, Sperner-Unterweger B,

Propst T, Vogel W, Fuchs D. Carbohydrate malabsorption

syndromes and early signs of mental depression in

females. Dig Dis Sci 2000;45(7):1255-59.

Simren M, Stotzer PO. Use and abuse of hydrogen breath

tests. Gut 2006;55(3):297-303.

Melchior C, Gourcerol G, De’chelotte P, Leroi AM, Ducrotte

P. Symptomatic fructose malabsorption in irritable

bowel syndrome: A prospective study. United European

Gastroenterol J 2014;2(2):131-137.




DOI: http://dx.doi.org/10.22565/ijn.v8i2.187

Refbacks

  • There are currently no refbacks.